Teste Teste Teste

Vídeo Aulas


Cientistas criam um “líquido poroso”

Cientistas da Queen’s University Belfast (Irlanda do Norte), em conjunto com pesquisadores da Universidade de Liverpool (Inglaterra), criaram um líquido poroso com o potencial para uma enorme gama de novas tecnologias, incluindo “captura de carbono”.
Isso porque o novo líquido pode dissolver quantidades invulgarmente grandes de gás, que são absorvidas nos “buracos” da substância.

Os resultados da pesquisa foram publicados na revista Nature.

O primeiro do seu tipo

De acordo com Stuart James, da Escola de Engenharia Química e de Química da Queen’s University, os materiais que contêm buracos permanentes, ou poros, são tecnologicamente importantes.
“Eles são usados para a fabricação de uma gama de produtos, desde garrafas de plástico a combustíveis. No entanto, até recentemente, esses materiais porosos têm sido somente sólidos. O que fizemos foi conceber um líquido especial”, conta.
As moléculas que compõem esse líquido foram projetadas para que ele não pudesse encher todo o espaço no qual se encontra, criando “vazios”. Em seguida, os pesquisadores fizerem testes e confirmaram que o líquido poroso era capaz de dissolver enormes quantidades de gás.

Aplicações importantes

Estas primeiras experiências apontam para aplicações interessantes a longo prazo.
O projeto de pesquisa de três anos pode pavimentar o caminho para processos químicos muito mais eficientes e amigos do meio ambiente, incluindo o procedimento conhecido como captura de carbono – a captura de dióxido de carbono a partir de grandes fontes, por exemplo, uma usina de energia de combustível fóssil, a fim de armazená-lo para evitar sua entrada na atmosfera.
“Mais pesquisa é necessária, mas se pudermos encontrar aplicações para estes líquidos porosos, eles poderiam resultar em processos químicos novos ou melhorados. No mínimo, conseguimos demonstrar um princípio muito novo – que, através da criação de buracos em líquidos, pode-se aumentar drasticamente a quantidade de gás que ele pode dissolver”, conclui James. [Phys]
Compartilhar Google Plus

Autor Central MProcopio

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Banco de Imagens






Receba nossas atualizações por e-mail